O poder das pessoas integradoras

By 25/06/2019RH

Pessoas integradoras: que tal se tornar uma delas?

 

Nós, seres humanos, somos seres gregários – adoramos viver em grupos. E sempre tem aquela pessoa que é a responsável por juntar todo mundo. Você conhece? Ou é essa pessoa? Alguém que está sempre com grupos de amigos totalmente diferentes, que cumprimenta todos e faz muita questão de apresentar as turmas de amigos. Essas são as pessoas integradoras e o mundo precisa muito de gente assim.

Adoro quando as empresas estimulam que sejamos genuínos integradores. Quando fazemos festinhas de aniversário, recebemos os novos colaboradores, reconhecemos os méritos e conquistas de cada um, celebramos os casamentos, os nascimentos dos filhos e tantos outros momentos que merecem comemoração. Afinal, muitos de nós passamos mais tempo na empresa do que em casa e, sendo assim, nada mais justo do que compartilharmos as nossas vitórias e novidades com os colegas que se sentem mais pertencentes à empresa graças aos bons momentos partilhados.

Um RH integrador é aquele que busca essa interação promovendo eventos saudáveis entre os colaboradores. Esse espírito de equipe se fortalece a cada balão cheio de gás ou a cada velinha assoprada e faz parte de um movimento muito positivo para construir uma rede de apoio sincera, honesta e sensível aos problemas do outro. Além disso, tende a minimizar atritos e conflitos entre os membros da organização (apesar disso, eles sempre vão existir) a fim de tornar o clima organizacional mais leve e participativo.

É claro que ser uma pessoa integradora não é simples. Demanda certo esforço de ligar para as pessoas, manter contato, estar sempre atento às necessidades e se manter aberto para ser um canal de escuta ativa e sincera. Todavia, se a empresa estimula essa cultura entre os próprios colaboradores, a construção de relações afetuosas e respeitosas entre os colegas ocorre de forma bastante natural. E é disso que precisamos: criar memórias que nos conectem à organização e aos colegas para despertar pertencimento e gratidão, sentimentos quase esquecidos na pós-modernidade.

Valorize as pessoas integradoras

Independentemente se a organização estimula a integração entre seus membros, há sempre aquelas pessoas que se destacam neste quesito. Lembro-me bem de uma moça que sempre levava bombons no dia do aniversário das pessoas do setor dela. Chocolates estes que ela comprava do próprio bolso e escrevia um cartão afetuoso para seus colegas de trabalho. A atitude genuína reverberou tanto que passou a ser uma política do RH da empresa. Sem forçar a barra, essa moça era sempre lembrada pelos colegas pela simplicidade e pelo carinho com os quais ela compunha os cartões. São pessoas assim que marcam os lugares que passamos e que fazem realmente a diferença.

Que tal se tornar uma pessoa integradora?

Caso você ainda não seja, fica o desafio. Que tal se tornar uma dessas pessoas que reúne o time? Pode ser para o happy hour, uma festinha, um jogo de tabuleiro, um futebol, um almoço, um churrasco. Opções não devem faltar na hora de pensar em juntar o pessoal para se divertir, conhecer histórias e compartilhar momentos. Garanto que podem surgir longevas e sinceras amizades dessas iniciativas.

Abraços,

André Castilho

Se este artigo te impactou de alguma forma, ajude-o a chegar a mais pessoas, compartilhando em suas redes. Se você quiser discutir sobre o assunto comigo, mande um whatsapp para (11) 96998-8002.